eu heim, rosa

nancycare.jpgtou aqui morrendo de pena da "cumade nancy". se nao enterrarem esse homem, quem vai morrer já já é esta pobre coitada. quem já passou dez anos cuidando duma criatura doente, agora ainda tem que aguentar uma semana de funeral… deus me livre d’um velório cumprido desse jeito. o cabra, lá dentro do caixão deve tá agoniadinho querendo que acabe logo essa marmota. e eu também!!!!!

16 comentários em “eu heim, rosa”

  1. Nossa, como o TEMPO é inimigo, não?
    Ela está com mais cara de defunta do q o marido deveria estar, dentro do caixão!! Coitada!

  2. Pensei a mesma coisa!
    O cara morre e a coitada da viuva tem que ser torturada horas a fio! E todos nos tambem, com a TV so falando disso!
    Ate no servico o povo ligou a TV (tem TV por todo lado la) e tive que ficar ouvindo aquela chatice o dia todo!
    Nem morto o cara tem sossego!

  3. Acho os velórios nessa terra muito estranhos também. Até dos simples mortais (hmm… nÃo escolhi bem a palavra, ra ra ra!), ou melhor, até os funerais de pobre levam vários dias. Acho isso horrível. O negócio é velório do Brasil que a pessoa morre num dia e no outro já foi enterrada/cremada.

Os comentários estão encerrados.