o dia 26 de fevereiro

[reciclando…]
“A sincronicidade acontece quando estamos em um estado especial de consciência, quando há tranqüilidade interior, um momento sem ansiedades ou desejos, sem julgamentos ou emoções, um momento simples, silencioso, zen. Somente assim ela ocorre! …
“A idéia de que um acontecimento pode ser sincronístico dá uma perspectiva diferente do fato, aprofunda a compreensão do mesmo ou intriga o suficiente para se olhar além do que aconteceu”. (Uan Denes Roessler ).
hoje, 26 de fevereiro, faz 6 anos que meu pai partiu
paiblogre.jpg “…hoje, voce sabe melhor do que ninguém o quanto a sua partida foi importante pra mim. parece que voce ficou mais perto, ou melhor, ficou dentro. agora eu respiro fundo e sinto voce inteiro, me protegendo. me guiando. me iluminando, me dizendo as coisas que eu teimava em não ouvir. agora eu não só escuto e entendo, como sigo cegamente.
depois que o sr. partiu eu mudei tanto. depois que eu fui colar meus pedaços espalhados, eu me juntei de um jeito melhor, pai.
voce me fez uma pessoa feliz. mais feliz ainda. antes eu já me sentia privilegiada de ter nascido de voces e ter crescido rodeada de amor, carinho e valores impecáveis.
não posso me sentir de outro jeito, a não ser grata! é assim que eu acordo todo dia: vestida de gratidão. e por isso estou aqui, mais uma vez pra lhe agradecer. pra dizer o quanto eu te amo. este amor que é eterno mesmo, chama que não apaga nunca, transcende o corpo porque é amor da alma pai.
hoje tem festa no meu coração porque é aqui dentro onde voce ficará vivo, sempre!
[texto completo]
hoje, 26 de fevereiro, faz 4 anos que vim morar com meu paul
liliapaulfeb2006.jpg
“…nosso amor teve pouquíssimo tempo de “pegar na mão”. nos encontramos a primeira vez em fortaleza onde ficamos oito dias juntos, envoltos pela magia da lua e do mel. três semanas depois eu vim para nyc e ficamos mais dez dias, ainda sob a névoa, mas já fazendo planos sobre o futuro breve. um mês e pouco depois eu cheguei em nova iorque para fazer “uma experiência”.
nessa época meu nome era ansiedade. foi um período cheio de turbulências e tempestades de inseguranças. assim nos conhecemos na marra. cheguei a pensar que o nosso barquinho não resistiria e tive vontade de voltar ao cais. mas o tal do amor foi mais forte do que o medo e seguimos nossa viagem, enfrentando as adversidades, impulsionados pelo projeto comum…”
[texto completo e mais sobre nossa estória: o amor é lindo e a vida é bela]
e hoje faz um ano que mudamos pra annapolis
nicholaspsantoleriannapoliscitydock.jpg
[imagem]

* * * * * * * *

brinquedos
fonte03re.jpg jardimareia02re.jpg
eu tou doida pra brincar de casinha-nova, mas a gente só pode mudar depois do dia 17 de março. e como a vida é mesmo assim, teremos hóspedes nos próximos fins de semana, com direito à aniversário do meu-paul e uma ida rápida à nyc. por isso haja brinquedinhos pra ficar zen-asiedade, zen-querer que seja diferente. a casa veio depois desses planos, então o jeito é exercitar a paciência e desencanar da mudança até o o dia 12!!

14 comentários em “o dia 26 de fevereiro”

  1. Muito interessante o seu blog! Acompanhei a história do visto do seu filho. Mas não sei se ele conseguiu vir visitá-la… Veio?
    Moro em Maryland, ainda na semana retrasada fui a Annapolis, a passeio, com um visitante. –
    Um abraço, prazer em conhecê-la!
    Regina

  2. Lilia, o seu pai fica sempre dentro de voce te apoiando, seguindo pra ficar muito, mas muito feliz, e agora tenho certeza de que ele tem orgulho de voce que tem o coracao bem carinhoso e o bem lindo!!!! beijos de coracao.

  3. Querida Lilia, pode ter certeza que seu pai está bem próximo de você, lhe protegendo e guiando o seu caminho, com muita luz e muito amor.
    A “chama do amor” deve permanecer sempre acesa, para manter aceso o fogo da paixão…
    Um brinde a vocês dois, felicidade a esse casal maravilhoso, cujo amor exala em todos os poros.
    Bjãoooo querida e fique com Deus.

  4. Quanta mudança, quanta magia! Haja coração, beijos
    e felicidades sempre.
    pro ce- pro Paul e para toda energia boa que cai do céu.

  5. Amiga, que saudades do teu cantinho. E quanta notícia boa! Adorei saber da casa e me encanto com as tuas fotos. Quanto ao pai, certamente está lá em cima cuidando de ti a da tua felicidade. Beijos enormes e parabéns pra você e Paul.

  6. Realmente, muito calma nessa hora. Senti o mel escorrendo da tela. Muitos e muitos anos de felicidade para vocês dois… dois doces !!!
    Muito beijos ou a bench of kisses !

  7. A primeira casa a gente nunca esquece, mas olhe que eu estou desejosa de me por a andar da minha para fora, porque já estou farta!
    Ah AH AH AH
    Um abraço e beijinhos!

  8. Amiga, ouvi sua voz susurrando em minha caixa de mensagens…tao baixinho que ate duvidei. Cheguei mais perto, tentei ouvir de novo. Acho que nao deveriamos estar assim tao distantes. Campbellsville, Annapolis…deve ter uma maneira de se construir uma ponte entre estas distancias. Adorei o que escreveu sobre/para seu pai, e especialmente a confissao “…me juntei de um jeito melhor”. Nada mais apropriado, embora complicado, para se fazer com nossos cacos. Ligo para vc no final de semana, nem que seja para rouba-la dos hospedes por uns minutos. Have fun!

  9. super por acaso encontrei teu blog e de cara li o texto do teu pai, muito belo. Tb perdi o meu há 10 anos e sei como é… mas muito lindo seu depoimento, adorei tua forma de escrever, depois passa lá no meu! bjos e boa sorte no seu novo país

Os comentários estão encerrados.