a lilia não é mais aquela, o que que a gente faz com ela??

frentecasavert29marchre.jpg quintal29marchre.jpg
mudei! ainda tem umas 4 ou 9 caixas bolando, mas a casa está habitável.
eu tou mortinha de cansada. essa mudança foi mais estressante do que ano passado quando estava mudando de estado. por que? sei não. só sei que eu gostava bem muito de morar eu morava.
pobre jorge, nos últimos dias batia na porta, juro por deus e tenho testemunha. aliás a testemunha é a cunhada que veio ajudar na mudança. claro que ajudou muito, mas eu fiquei mais estressadinha ainda quando a via carregar minhas plantas.. uia!
acordei com a garganta ardendo e o nariz entupido, imagina se eu não falasse tudo que eu falo. ela ontem conseguiu me tirar do sério e hoje passei boa parte do dia observando meu lado sábio conversar com o lado ignorante [*]. ho ho ho
se eu fosse “aquela lilia” ia ter um monte de foto pra mostrar a casa, mesmo com as 4 ou 9 caixas espalhadas. mas nem peguei na câmera. afe!
fiquei decepcionada quando vi o tanto que a cozinha é escura. [por que é que a gente compara tudo heim? pense ai que se a gente não comparasse as coisas seriam melhores]. o sol adentrava na sala toda e as plantas radiavam de alegria. e agora josé?
josé: elas sobreviverão.. e se não, faz parte da impermanência da vida.
lilia resmungando e fazendo bico: não quero saber desse negócio de impermanência não, quero minhas plantas tudo vivinha da silva e radiantes.
josé: entãp pare de pensar que elas vão achar ruim a casa nova porque até agora quem tá achando é você…
lilia: com o rabo entre as pernas não deu mais nem um pio.

e por falar em nem um pio, hoje faz 6 meses sem nicotina.
sábado eu passei o dia pensando em fumar. engraçado que nunca mais sonhei fumando. parei de tomar o remedinho há dez dias. incrível a brecha que abre entre a gente e as emoções quando acende um cigarro. agora num tem mais cigarro e a emoção fica lá me encarando. manteiga derretida perde longe. as lágrimas vivem passeando rosto abaixo. nem a boca entra no jogo. são só os olhos marejados mesmo. interessante.
e haja mudança viu? o corpo também mudou. no começo até emagreci porque bebia litros e litros de água e fazia exercício todo santo dia. e quando a vontade de comer chegava comia fruta seca. fui ao brasil e quebrou o ritmo. lá foram litros e litros de cervejas e nenhuma fruta. desde que cheguei que não retomei a rotina dos exercício e agora vivo querendo comer doce. e eu que dizia que não queria parar de fumar e começar a encher o vazio com comida. pois taí que ta acontencendo, e algumas calças nem fecham mais. olho o meu rosto no espelho e fico espantada.
mais surpresa eu fico quando passo quase o dia todo longe do computador. quem diria… emails que respondia vapt-vupt, hoje pode levar semanas. visitar blogs tem sido uma vez por semana e olhe lá. comentar? só quando as palavras começam a sair pelo dedos, se não, tenho entrado muda e saído calada.
eu mudei de um apto de 3 quartos (bem antigo) no 3o andar em fortaleza pra um apt sem nenhum quarto no 6o andar (sem elevador) no soHo em nyc. depois mudei pra um apt de 1 quarto no 2o andar em hoboken, depois pra um quarto e meio e varanda e quintal no 1o andar, depois pra um apt de 3 quartos no 1o andar com elevador, na beira d’água. e agora, pela primeira vez na vida tou morando numa casa de 2 andares. eles chamam de townhouse, a gente chama de geminada.
a vizinha do lado direito (olhando a casa de frente) é uma menina um pouco mais nova que eu, que mora sozinha com um gato. ela precisa de ajuda e eu de amigos. negócio fechado. do outro lado um casal de gregos. só vi a mulher até agora e já pedi um abridor emprestado. ela disse que gosta de conversar mas naquele dia estava atrasada pro jantar. na casa vizinha à vizinha do gato mora um casal muito simpático. ela acabou de se aposentar. é tudo que sei.
tem um monte de passarinho. e já botei umas nozes na cerca do quintal pra ver se outro jorge aparece.
o nome desse post devia ser “desembucho”. é que mudanças (as dentro e as de fora) deixam a gente doidinha mesmo. minhas costas estão reclamando e meu nariz entupindo de novo. vou dormir e deixar vocês em paz.
se fizer sol amanhã eu tiro umas fotos. promessa. “aquela lilia” cumpria, vamos ver né?
ah… tou devendo um post das manias. eu sei, eu sei que tou completamente atrasada, que naum tem mais nem graça, mas fazer o que? a lilia-relé-de-atraso ta com mania de atrasar tudo. mania de mudar. acho que essa é a grande mania do momento. entonce pronto.
[*] esse negócio de observar o lado ignorante e o sábio eu tirei daqui

fim de semana

freesias.jpg
lilia: meu amor qual é sua flôr preferida?
paul: freesia.
lilia: pensando bem caladinha… nunca ouvi falar nessa flor mas haverei de achar.
* * * * * *
sábado foi o aniversário do paul e uma irmã dele veio pra cá com o marido. chegaram na sexta à noite. sábado passamos o dia todo perambulando nos arredores de annapolis, comendo, bebendo e celebrando. ganhamos de presente ingressos pro show “chicago” em nyc. então no domingo pegamos estrada no rumo da metrópole-big-apple.
chegamos no hotel (hyatt, em jersey city) bem mais tarde do que previmos, mas ainda deu tempo de ir almoçar na minha querida hoboken.
paulbirthday_nycfog23.jpg
o hotel fica bem na beira do rio hudson com uma linda vista de manhattan… quando a névoa deixa :-)
assim eu fui assistir meu primeiro show na broadway (oh yess, não mangue de mim não, mas é a pura verdade!!) e foi muito bom para mim…
assim eu matei saudade de bater perna por downtown, battery park, chinatown, soho…
nem que seja assim, bem ligeirinho, é bom demais levar essa injeção de “mundo”…
assim voltei com bastante energia pra agarrar nas caixas…
assim a vida continua bela…

caixaabrindofechando.gif caixaabrindofechando.gif caixaabrindofechando.gif
paisagemindonycmarch12.jpg

“…Toda a negatividade é causada pelo acúmulo de tempo psicológico e pela negação do presente. O desconforto, a ansiedade, a tensão, o estresse, a preocupação, todas essas formas de medo são causadas por excesso de futuro e pouca presença. A culpa, o arrependimento, o ressentimento, a injustiça, a tristeza, a amargura, todas as formas de incapacidade de perdão são causadas por excesso do passado e pouca presença…”
[parágrafo do livro “O poder do Agora” de Eckhart Tolle]

eu bem que sabia!! hihihi

Cerveja seria benéfica contra processos inflamatórios
EFE
beer99.jpg INNSBRUCK – Beber cerveja pode atuar beneficamente em processos inflamatórios e em algumas doenças crônicas, segundo estudo divulgado nesta quinta-feira pela faculdade de Medicina da Universidade de Innsbruck, na Áustria.
Segundo estudo conduzido pelo Dietmar Fuchs, do departamento de biologia química da universidade, experimentos feitos com células sangüíneas mostraram que a cerveja pode bloquear algumas infecções e doenças crônicas.
De acordo com o trabalho científico, substâncias encontradas nos extratos de cevada parecem ter impacto no organismo semelhante ao atribuído ao vinho tinto e ao chá verde, com efeito positivo sobretudo em casos de doenças coronarianas.
Os cientistas destacaram que para desfrutar deste efeito positivo não é necessário manter o hábito de ingerir bebida alcoólica, já que os benefícios da cevada são encontrados também em cervejas sem álcool.
Os autores do estudo afirmam que a cerveja parece aumentar a produção do que chamaram de “hormônio da felicidade”, a serotonina – um neurotransmissor envolvido na sensação de bem-estar.
O estudo também confirmou que a cerveja tem efeito tranqüilizante.
fonte: o globo

yehyehyehyeh!

dia 28 fez 5 meses que parei de fumar!
ultimamente tenho sentido mais vontade de fumar do que nos primeiros meses…
a) porque passou a primeira fase de euforia do “consegui”;
b) porque tou tomando metade da dose do wellbutrin (primo do zyban);
c) porque desde que fui ao brasil perdi o ritmo/rotina de fazer exercício todo dia, etc…
d) vício é assim mesmo, nunca acaba o desejo
e) todas as afirmações anteriores
só sei que sonho quase todo dia que fumei 1 (um) cigarro. morro de rir quando acordo. ô inconscientezinho matreiro, viu?
às vezes tenho uns ataques de burrices e quero pensar que a vida de fumante era mais interessante… eu heim? que a nossa senhora do respiro continue me protegendo e o santo da burrice me largue de mão. não fumo mais e pronto!
mudando o rumo da prosa…
2006_2marchsunrise10.jpg
jorge anda terrível nos últimos dias. mais destemido, mais atrevido e mais esgalamido. ele fica nessa posição na porta como quem diz: “por favor, pelo amor de deus, melhor pedir do que roubar” :-)
2006_2marchsunrise04.jpg
vou sentir falta desse “show” que assisto todo santo-dia… ah impermanência!
mas saudade faz bem e a gente só sente do que foi bom. então tá combinado!