4 anos

pavao3_best_800.jpg
vadiando fez 4 anos dias atrás e eu nem tchungas :/
mas pra comemorar vou postar aqui um email que recebi semana passada que me deixou muito feliz e que me faz manter esse blog, nem que seja às custas dos pássaros e das fotos :-)
“Querida Lilia,
Sou uma leitora silenciosa de seu blog, e foi um prazer muito grande conhecê-lo por acaso. Logo nas primeiras espiadas fiquei encantada, e fiquei um tempão ‘viajando na sua” rsrsrsrsrs.
Um tempo depois disso, chegou às minhas mãos um livro, o qual tinha um texto que eu gostaria de dividir com você. Claro que não sei de toda a sua vida, um blog dá pistas mas não descobre completamente o interior de ninguém, mas esse texto me lembrou na hora de você porque, primeiro, usava como metáfora um esquilo, cuja figura desde criança me comove e eu pude “observá-los mais de perto” através dos seus olhos. Depois, alguma coisa nos seus textos me disse que de alguma forma você agora encontrou de verdade seu lugar na vida, no mundo. Parece assim que viveu a metade de uma vida e viajou a metade do mundo pra poder encontrar sua casa, seu lugar, seu lar, seu amor, numa pátria que não é a sua. Ainda por cima um dia desses vi o filme “vôo 93”, e eu pensava em todo aquele absurdo e como o destino conspirou pra você e seu marido estarem juntos…
Enfim, poucas pessoas me parecem tão à vontade com a vida. O que definitivamente não quer dizer sem problemas, né?
Com carinho, segue o texto.
Mieline

“Todos os dias, observo que um esquilo se sente perfeitamente à vontade num mundo de árvores. Mas imagine retirar aquele esquilo dali e atirá-lo no meio de um deserto. Imediatamente, esse animal maravilhoso ficaria deprimido, ansioso, confuso, completamente perdido. Existem muitos animais que vivem no deserto, mas não é o caso do esquilo.
esquilocomendobirdbath.jpg Não existe nada de errado com aquele esquilo abatido no deserto. Ele é perfeito. Mas ele só é perfeito quando está em casa, num lugar cheio de árvores. Um esquilo num deserto fica infeliz e não se adapta.
Agora, imagine fazer uma coisa absurda: pegar esse esquilo no deserto e levá-lo ao consultório de um terapeuta para ele se sentir melhor. O próprio esquilo diria que isso é tudo bobagem! Você pode até fazer terapia para esquilo eternamente, mas, enquanto ele estiver num deserto, será infeliz. Mas, se você o levar para um lugar com árvores, ele se sentirá em casa e ficará feliz novamente.
Existem muitas pessoas infelizes porque são esquilos no deserto. Elas acham que há algo de errado com elas. Elas vivem tentando se adaptar, mas essa adaptação não funciona. Mesmo assim, elas continuam tentando porque é difícil assumir a falta de adaptação no mundo. Além disso, seria muito simples se elas pudessem entender que não existe nada de errado com as pessoas que elas são, mas sim com onde elas estão. De alguma maneira, de um jeito marcante, elas não se sentem à vontade diante da vida.
Mas elas podem se sentir mais à vontade do que jamais imaginaram. Elas só têm de entender como os eventos à sua volta estão lhes mostrando o caminho de volta para casa. Como é disso que precisam, o universo está fazendo todo o possível para oferecer-lhes.” (Mira Kirshenbaum – O acaso não existe, pág 76)
bem bom né naum?

8 comentários em “4 anos”

  1. Oi Lilia!
    Que tal ainda, para continuar as comemorações dos quatro anos de Vadiando, um post “update” sobre os nossos esquilos queridinhos? Eles circulam por onde você está agora?
    Bjs,
    Mieline

  2. OBAAAAAAAAAAAA! :-)))))) Fiquei mui feliz e com certeza vamos nos ver e nos conhecer “realmente”.
    Estaremos por lá do dia 10/12 até 11/01.
    Parabéns pelos 4 anos do bloguito!
    Bjos e bom final de semana

  3. Parabéns pelos 4 anos site!;)
    Essa é a primeira vez que deixo um comentário… 😉 Mas já conhecia o seu site.. muito bom viajar pelos seus post..
    Beijos..

  4. Oi querida. Também estou quase chegando aos 4, mas o pique caiu muito. Acho que é fase. Por aqui, sempre coisas lindas. Beijos e saudades.

  5. eu tb leio os blogs das pessoas e consigo ”ver” a pessoa e ter uma ideia de quao legal ou chata a pessoa pode ser.Sendo cearense como vc,ja’ e’ uma mao na roda..Siga seu rumo..O tempo apenas da’ marcas na experiencia.

Os comentários estão encerrados.