maria das dores

hoje eu estou completamente “maria das dores”. minha cabeca ta zonzinha e eu nao consigo pensar direito com essa colica enchendo meu saco. hoje eh o dia xurumela do mes. respeito. amanha passa. entao, vou so agradecer bem muito a briba design

o nome eh esse mesmo e era nesta empresa de webdesign e design grafico que eu trabalhava antes de vir morar aqui. foi la que eu pude ficar conectada, via a cabo, o dia todo. um dos socios, ricardo, eh meu proprio primo e a relacao com eles nao era bem de patrao-empregado.
eles estao sempre online no icq e assim eu entrei na onda. foi ai que eu conheci o paul. e por isso e por outras muitas coisas mais, a briba eh um pouco responsavel pela minha felicidade.
hoje mais uma vez precisei deles e a resposta veio prontamente: precisava da minha certidao de nascimento que esta em fortaleza. em alguns minutos eu tinha minha certidao escaneada e enviada por e-mail! valeu ricardete! valeu henriqueta! valeu leo!
nao deixem de da uma olhada no site deles, vale a pena.

WMD

nao pude deixar de postar isto aqui. clique na imagem abaixo. eh legal demais! criatividade eh que nao falta neste mundo.

roubei do cesar, e ele diz “tem uma forma alternativa de chegar à mesma página. Coloca “weapons of mass destruction” no Google e clica no botão de procura rápida (“I’m feeling lucky” ou “estou com sorte”).”

a cronica do joao ubaldo

a cronica do joao ubaldo de hoje esta maravilhosa!. “Grande qualidade de vida”: “…Fui criado, por exemplo, com comida frita na banha de porco ou, mais tarde, na gordura de coco. Meus avós, todos mortos depois dos 90 (com exceção do que só comia o saudabilíssimo azeite de oliva – e ele morreu de AVC), comiam banha de porco e torresmo regularmente, mas, claro, ainda não tinham sido informados de que se tratava de prática mortal.” um dia falo sobre este assunto por aqui. para aqueles que irao ler a cronica, digo que na minha opiniao o que faz mal eh o “estreizi”. esse sim eh medonho pra saude.

legal demais

andando em tribeca, vi esta placa numa porta. mostrei ao paul e peguntei: o que significa isso? ele respondeu: nao faz sentido.

na volta, passamos em frente novamente e comecou a fazer sentido. eh uma galeria de arte e outras placas estavam expostas:

infelizmente nao pude saber o nome do artista engracadinho pra botar os creditos aqui.
nunca tentei parar de fumar. ainda nao fui acometida por este sensato desejo. talvez eu seja portadora de alguma debilidade mental, mas a verdade eh que esta acertada e inteligente decisao ainda nao me ocorreu. alguma hora futura isso acontecera. enquanto isso, adorei esta cronica do joao ubaldo. ele fala das tentativas de parar de fumar e de fazer caminhadas no calcadao. leia, eh bem legal. ele parou de fumar, mas continua relutante quanto as caminhadas. comigo eh o contrario, adoro fazer caminhadas matinais, me sinto cheia de energia e o dia eh bem melhor quando isso acontece. mas o clima este ano nao ta me ajudando, tenho caminhado um dia sim e quatro nao. mas a vida eh bela mesmo assim.
li outro artigo bem interessante hoje do elio gaspari sobre a situacao do rio de janeiro e as “desautoridades” em geral. vale a pena.

SoHo


prince street, soho.
o sol, finalmente, apareceu de verdade ontem. e com ele todos os vendedores de rua sairam de suas tocas. fiz essas fotos na prince street, soho, bem perto de onde moro. vende-se de tudo: camisetas, bijouterias, chapeus, pinturas, mascaras e outros objetos africanos, livros, roteiros de filmes, oculos escuros, bolsa, bolsinhas e sandalias chinesas. sem falar nos vendedores habituais na broadway, faca calor ou frio, estao la todos os dias vendendo artigos I LOVE NY. muita gente na rua. turistas ou nao, ninguem consegue ficar dentro de casa quando o ceu eh azul e o sol permite o uso de roupas menores e mais leves. eh tudo! o soho eh um bairro muito interessante. eu gosto muito de morar aqui, embora o aluguel seja carissimo. tudo por aqui eh muito caro. diz que nyc eh a cidade mais cara do mundo e eu nao duvido. moramos num apartamento minusculo no 6o andar sem elevador!!!! pode ter certeza que minhas pernas tem bons musculos e os bracos tambem, de subir com as compras e as roupas lavadas. quando o clima ta legal, posso simplesmente sentar na porta de casa, vejo o mundo passar por mim. gente de todo canto, falando todo tipo de lingua e desfilando todos os modelitos. diversao garantida. tambem gosto muito por ser perto dos parques na beira do rio em downtown – hudson river park e battery park, perto de chinatown onde vou comprar peixe, frutos do mar, legumes e frutas, de little italy cheia de cantinas e delicatessens. muita gente vem passear, comprar e comer por aqui, atraidos pelas lojas de marcas famosas, galerias, bares e restaurantes. observo que a maioria dos moradores daqui sao da faixa etaria entre 35 e 60 anos. os mais jovens, ate pelo valor dos alugueis, estao preferindo morar em outros bairros que estao virando moda agora, como astoria em queens. em breve teremos que mudar e eu fico com pena de sair daqui. mas precisamos de mais espaco e de repente uma sobra de dinheiro pra vir gastar no soho :)