manias update

pedras_22abril.jpg
essa é uma mania recente e só ataca quando o clima melhora: catar pedra por onde passo. depois em casa eu lavo com escova e fico horas curtindo, separando por tamanho, cor, tipo… [essas acima eu catei quarta-feira num passeio rápido em gibson island]. mas não é assim só coisa de doido, não, depois disso eu faço uns jarrinhos:
30junejarroroxo.jpg jarrinhocircularpedras.jpg
e aí já é outra mania recente: cuidar e mexer com plantas. ano passado eu curti muito fazendo estes arranjos. logo eu que conseguia matar até gibóia em vaso com água, hoje adoro cuidar e ver crescer.
[é, se a gente não impede, as mudanças tomam de conta da vida! e é tão bommmmmmmmmm.] eu confesso que eu sou assim, digamos, exageradinha quando invento uma coisa. ano passado quando fui ao brasil tive que pedir alguém pra regar as plantas: tinha 51 jarros :-O não precisa né?, ainda mais em um apartamento. mas é porque comecei a fazer um monte de mudas pra poder fazer os arranjos. e aí veio também a mania de garage sale pra, principalmente, comprar os vasos/recipientes pros arranjos.
então pronto, uma mania que trouxe outras duas manias, e eu gosto bem muito de todas elas hahaha
bom fim de semana prá nós!

manias

[achei este rascunho de post do dia 17 de março… 1 mês depois aqui estou pra resgatá-lo e brincar atrasadamente]
ela me botou na brincadeira e eu aqui com a vida arrodeada de caixas e tintas não consigo listar as trocentas manias que tenho… é bem verdade que elas andaram mudando, mas sempre são trocadas por outras novas.
no post dela tem uma foto de um caixinha com um paninho bordado em baixo. eu tenho a mesma mania. adoro os panos bordados ou de crochê (que no ceará tem de montes!), e por mim eu espalharia por toda a casa.
tem mania que é um atraso de vida. eu já tive mania de ter controle de tudo. ô besteira besta achar que controla alguma coisa nessa vida. de vez em quando tenho umas recaídas, mas já aprendi que isso é mais uma das ilusões que a gente inventa.
outra mania que já não faz mais parte mas que andou muito comigo: roer unhas. e tem mais, roía e ficava brincando com o pedaço da unha… guardava nos bolsos da roupa… e quer saber mais? quando perdia, ficava doida procurando.
só comprava calcinha cor da pele. nem pensar em usar calcinha de outra cor.
mesmo tendo máquina de lavar louça, sempre tiro toda a comida da louça. e quando não tem máquina tenho todo um método: primeiro organizo e depois começo a lavar as coisas maiores, etc etc
tenho mania por cacarecos. não que eu guarde coisas que não uso, mas adoro fuçar em brechós e feiras de usados. xepa perde longe de mim!!
mania de latinhas e o que fosse miúdo. quando vim morar aqui, dei praticamente tudo (que era muito pouco) que eu tinha e lá se foram minhas coleções de miudezas. mas de repente arranjei um jeito de voltar a tê-las e ela foi quem muto colaborou, olhem só:

typewriterfull_750.jpg

parêntese: eu morei 15 anos no mesmo apartamento e nunca tive que embalar miudezas frágeis assim. agora vocês imaginam que já me mudei 2 vezes depois que comecei essa coleçãozinha. fecha parêntese.
devo ter mais um monte de manias que não lembro agora, se lembrar faço updates.

o dia 26 de fevereiro

[reciclando…]
“A sincronicidade acontece quando estamos em um estado especial de consciência, quando há tranqüilidade interior, um momento sem ansiedades ou desejos, sem julgamentos ou emoções, um momento simples, silencioso, zen. Somente assim ela ocorre! …
“A idéia de que um acontecimento pode ser sincronístico dá uma perspectiva diferente do fato, aprofunda a compreensão do mesmo ou intriga o suficiente para se olhar além do que aconteceu”. (Uan Denes Roessler ).
hoje, 26 de fevereiro, faz 6 anos que meu pai partiu
paiblogre.jpg “…hoje, voce sabe melhor do que ninguém o quanto a sua partida foi importante pra mim. parece que voce ficou mais perto, ou melhor, ficou dentro. agora eu respiro fundo e sinto voce inteiro, me protegendo. me guiando. me iluminando, me dizendo as coisas que eu teimava em não ouvir. agora eu não só escuto e entendo, como sigo cegamente.
depois que o sr. partiu eu mudei tanto. depois que eu fui colar meus pedaços espalhados, eu me juntei de um jeito melhor, pai.
voce me fez uma pessoa feliz. mais feliz ainda. antes eu já me sentia privilegiada de ter nascido de voces e ter crescido rodeada de amor, carinho e valores impecáveis.
não posso me sentir de outro jeito, a não ser grata! é assim que eu acordo todo dia: vestida de gratidão. e por isso estou aqui, mais uma vez pra lhe agradecer. pra dizer o quanto eu te amo. este amor que é eterno mesmo, chama que não apaga nunca, transcende o corpo porque é amor da alma pai.
hoje tem festa no meu coração porque é aqui dentro onde voce ficará vivo, sempre!
[texto completo]
hoje, 26 de fevereiro, faz 4 anos que vim morar com meu paul
liliapaulfeb2006.jpg
“…nosso amor teve pouquíssimo tempo de “pegar na mão”. nos encontramos a primeira vez em fortaleza onde ficamos oito dias juntos, envoltos pela magia da lua e do mel. três semanas depois eu vim para nyc e ficamos mais dez dias, ainda sob a névoa, mas já fazendo planos sobre o futuro breve. um mês e pouco depois eu cheguei em nova iorque para fazer “uma experiência”.
nessa época meu nome era ansiedade. foi um período cheio de turbulências e tempestades de inseguranças. assim nos conhecemos na marra. cheguei a pensar que o nosso barquinho não resistiria e tive vontade de voltar ao cais. mas o tal do amor foi mais forte do que o medo e seguimos nossa viagem, enfrentando as adversidades, impulsionados pelo projeto comum…”
[texto completo e mais sobre nossa estória: o amor é lindo e a vida é bela]
e hoje faz um ano que mudamos pra annapolis
nicholaspsantoleriannapoliscitydock.jpg
[imagem]

* * * * * * * *

brinquedos
fonte03re.jpg jardimareia02re.jpg
eu tou doida pra brincar de casinha-nova, mas a gente só pode mudar depois do dia 17 de março. e como a vida é mesmo assim, teremos hóspedes nos próximos fins de semana, com direito à aniversário do meu-paul e uma ida rápida à nyc. por isso haja brinquedinhos pra ficar zen-asiedade, zen-querer que seja diferente. a casa veio depois desses planos, então o jeito é exercitar a paciência e desencanar da mudança até o o dia 12!!

4.5!

é verdade que o corpo mostra os anos vividos, mas até aqui só tou vendo vantagens de ficar mais velha.
quando mais nova, tudo era de fora pra dentro… o avesso tem se revelado muito melhor…
pra ver de perto, eu preciso de óculos… em compensação ando enxergando tanta coisa, uia!

sunrisebeijaflor.jpg
mudou o foco… tem mais luz!
então, SAÚDE! FELIZ IDADE!

update: presente do filhão. adorei filho, brigadaaaaaaa!
*******
AGRADECIDA pelo carinho de voces que passaram por aqui!

banquete para os cinco sentidos (post reciclado)

cincosentidos.jpg

tato: abraços, beijos, pés descalços na areia, corpo deitado na rede, mãos lambuzadas de caranguejo, apertar a bochecha do bruno
olfato: cheiro de terra quente, maresia, perfume da minha mãe, peixe fritando na cozinha…
visão: olhos nos olhos, verdes-mares, coqueiros, jangadas, areia sem fim, sorrisos
audição: o som das ondas, do vento que balança as palhas dos coqueiros, muita-gente-falando-ao-mesmo-tempo, gargalhadas
paladar: carne seca, baião-de-dois, paçoca, macaxeira, queijo de coalho, cuzcuz, sorvete de sapoti, de cajá, pão com nata.
e o corpo todo vestido de afetos.
não é difícil morar longe de tudo isso que me é tão valioso, mas é imprescindível ter tudo isso pelo menos uma vez por ano. é vital pro meu equilíbrio, pra minha saúde, pra minha alegria. é como regarregar as baterias e ter fôlego pra seguir com a vida.
beira-marre.jpg

hose.gif

então lá vou eu, amigos, no rumo do sol que arde, do mar imenso, do calor dos abraços apertados, me encher de afeto e alimentar minha alma.
deixo aqui minha alegria ligada numa mangueira xiringando* em todos voces! iuruuuuuu. fui!!!!

p.s. a grande diferença, além de que nada é igual, é que estou indo mais cheirosa e mais feliz por ter conseguido largar o cigarro. vai ser uma prova de fogo reencontrar as pessoas com quem sempre fumei tanto. mas tou confiante e segura de que esse bicho-fedorento não faz mais parte.

A_PeaceOnEarthsmiley.gif A_PeaceOnEarthsmiley.gif

quem diria

liliaqfloresselvagensre.jpg
aquela onde o sarcasmos vazava
e as provocações transbordavam,
hoje esta menina meiga assim.
o que o amor não faz, nada fará.
o que a distância dos olhares alheios
é capaz de fazer com uma pessoa: liberdade.
só assim ela conseguiu SER
o outro lado ou a parte de cima,
vai saber onde tava guardada toda essa meiguice.
ela comecou a brincar de “ser feliz”.
sentiu o gosto doce da leveza sustentavel.
até saudade da ansiedade ela sente.
serenidade ambulante, mas nem sempre.
passou a fazer o bem até sem olhar a quem.
ela não é uma abestada, embora assim pareça.
ela só esta vivendo a deliciosa-alegria-de-ser-feliz.
de repente se pergunta sozinha:
existe preconceito com a felicidade?
acha que sim.
mais sucesso terás se fores triste e acabrunhado.
terás mais ombros a postos se ampliares teu sofrer infinito.
e até muitos admiradores se fizeres reclamações sem-fim.
nana-nina-nam. ela não quer brincar disso.
gostou de sentir
“o gosto salgado das lágrimas chegando aos lábios que sorria”,
quando saudade rasa sentia.
grata. assim ela acorda todos os dias.
e ainda diz: “obrigado senhor, seja la quem voce for”.
quanto mais grata sente-se
mais prazer de viver aparece.
e na janela lateral da sala, na escada de incêndio,
ela alimenta pássaros e esquilos.
e ainda se contenta de tê-los como companhia.
quem diria!
só pode tá louca esta menina.
entre uma tragada e outra, entre um gole e outro,
ela passa o dia assim,
sentada na frente da tela enquanto o mundo la fora,
bem ali do outro lado rio, explode de tudo.
mas ela não liga a mínima pro fascinio da mega-metrópolis.
enquanto a primavera não vem,
ela só olha o rio do lado de cá, e olhe lá,
isso quando o vento não entra de alma a dentro.
nyc passou a ser só uma bela paisagem.
ela prefere a janela e os pássaros e os esquilos.
e os blogs.
até os amigos do peito ficam guardados na memória
enquanto ela se dedica a dedilhar no teclado outras palavras,
que vem do outro lado ou lá de cima. vai saber…
assim ela vive com seu amado-amante-americano,
nunca dantes também possível nesta menina, hoje tão meiga.
quase não tem mais razão.
abre mão da razão em nome da paz do momento.
o veneno que antes escorria facilmente,
só deus sabe onde foi parar.
hoje ela inventa as verdades que quer inventar
e acredita em tudo como se assim a vida fosse.
e a vida passa ser esta, inventada.
boa vida. vida boa de vadia.
meiga e vadia.
quem diria!

escrito algum dia entre fevereiro e março de 2004

“na lua cheia tá doida…”

17october_fullmoonearly.jpg 17october_fullmoonclose.jpg

largar a nicotina com a ajuda de remedinhos e etc e tal, não é tão duro. mas largar o maldito cigarro é medonho pra c*&^%#@*&@! o bicho fica impregnado na cabeça. afe! a gente afasta e ele volta. cururu perde longe. nunca tive uma demonstração tão clara de como funciona a mente. não é a toa que tou doidinha-da-silva.
mas passa! 20 dias já se foram, pra 20 anos é bem pertinho hahaha. que a nossa senhora do respiro continue me protegendo e que a santa paciência não largue o pé do meu paul (não deve ser à toa que o nome dele é “paul saint-pierre”).

vim pra dizer…

cascadearvorere.jpg

que não venho. é de lascar né naum?
mas é isso mesmo. tá tudo alterado aqui por dentro. a tal da nicotina é poderosa mesmo, na abstinência é que a gente vê o tanto que o corpo tem que trabalhar pra fazer os ajustes na nova vida.
parar de fumar foi um movimento super importante e esse momento que tou vivendo é bem especial. eu num quero ficar enchendo o saco de voces falando nisso o tempo todo, mas outro assunto tá difícil :-)
por isso vou curtir a leseira, a concentração-zero, a liberdade e a felicidade de ter conseguido. depois eu volto a vadiar normalmente.
violetasafricanas9outubro.jpg
mais uma vez, super agradecida pela torcida. flores procês! (essas violetas-africanas são meus xodós. dai, só a grande da esquerda foi comprada, todas as outras eu que “criei”.)
boa semana pra nós e que minha alegria respingue em voces.

1 semana de liberdade!

sunrise3october3.jpg

“Relaxation means you don’t have any shoulds. You are simply living moment to moment, not according to some future idea of yourself, but according to your reality that is herenow. To live with the reality, moment to moment, is to be sane. To live with the idea is to be insane.” (OSHO, The Firsf Principle, # 5)
Relaxamento significa que você não tem nenhum “deveria”. Você está simplesmente vivendo momento a momento, não de acordo com uma idéia futura de voce mesmo, mas de acordo com a sua realidade que está presente aqui e agora. Viver com a realidade, momento a momento, é ser são. Viver com a idéia é ser insano. (achei essa tradução na internet, mas a página não abre, abri pelo cache)
sunrise3october1.jpg

pois é isso. tou vivendo o tal do agorinha! não estou tentando, eu consegui! amanhã não existe, ontem já morreu, então sou ex-fumante, com muito orgulho, cheirosa e me sentindo LIVRE!
***********
eu era tão dependente desse macaco fedorento que passei a não gostar de nyc – ou qualquer outro lugar onde não pudesse fumar. agora estou livre pra gostar de estar em todo canto!
***********
eu comecei esse processo há um ano atrás. a decisão veio há dois meses. jamais iria pra esta empreitada sozinha. sabia do tamanho do macaco, alás era um king kong, pendurado nas minhas costas, e em momento algum substimei o poder que eu mesma dei pra ele. ataquei o bicho por todos os lados. aqui a lista do que fiz (e tou fazendo) pra enfrentar esta batalha:
terapia e hipnose; – muita, muita conversa comigo; – comecei a aprender meditação (walking meditation); tomando remedinho: wellbutrin (genérico do zyban, que fez um efeito mágico!); – exercício todo-santo-dia (a endofirna liberada no exercício dá a maior força); – beber água o dia-todo. muuuuiiita água; – baixei o programa “silent idea” que exibe mensagens subliminares no computador (voce quem escreve as mensagens);
minha constatação: 1) tem que querer muito, se não quiser de verdade nenhuma ajuda funciona; 2) parar de fumar é muito mais fácil do que eu imaginei. mas se não desapaixonar, desapegar. se não associar o bicho a coisas ruins, o risco de voltar é muito grande. é que nem rapariga-de-soldado, que apanha mas sempre volta pro cabra nefasto :-)
sunrise3october2.jpg

além da leseira cerebral (não sei explicar, mas estou muito dispersa, concentração zero!), o que tá diferente é uma “fome” maior que tou atacando com frutas frescas e secas (uma pessoa de 1m48cm não pode engordar de bobeira!), e o intestino que tá meio preguiçoso.
no mais é o delicioso sentimento de liberdade que não tem preço!
***********
que a nossa senhora do respiro me proteja e que a santa paciência continue protegendo meu paul! amém.
pra não dizer que não falei de outra coisa:
liliapasseiocanoa.jpg
descobrimos que aquele park ainda estava alugando barcos (normalmente encerram no feriado do dia do trabalho), e fizemos um belo passeio de canoa domingo passado.

i will survive!!

sunrise2october1re.jpg
com esse amanhecer do domingo, na quinta-feira comemorei inéditos 24 horas 4 dias sem fumar.

né mole não, viu? mas tá mais fácil do que eu pensei. montei uma verdadeira estratégia de guerra pra enfrentar essa batalha.
mas a falta da nicotina deixa o cérebro bem lento, ando me sentindo burra-burra esses dias. quando melhorar isso (não haverei de ficar abestadinha pra sempre né?), eu conto uns detalhes interessantes.
foram 33 anos ininterruptos, de fumaça, por isso precisarei de todo incentivo do mundo.
torçam por mim! e tenham uma ótima fim de semana!

update: super agradecida a sheila que convocou a TOCMF (torcida organizada contra a merda do fumo) e a todos voces que vieram torcer comigo. beijos sem cheiro nem gosto de cigarro procês!!
update2: na caixa de e-mail de uma amiga querida lá no ceará:
“… E também chega de fumar! Afinal, 33 anos fumaçando já dava até pra ter enjoado essa porra!
Coragem amiga, coragem. Nossa Senhora do Respiro vai te iluminar e fazer você esquecer o desejo de nicotina em muito menos tempo. Coragem! Coragem! Coragem!
Deus te abençõe e dê paciência pra quem estiver perto de ti…”

hehehe bom demais, né?