cantando…


“meu coracao nao se cansa de ter esperanca de um dia ser tudo o que quer …”
“tudo o que eu quero é um acorde perfeito e maior, com todo mundo podendo brilhar num cântico, canto somente o que não pode mais calar, noutras palavras sou muito romântico…”
“eu sempre quis muito, mesmo que parecesse ser modesto… eu nunca quis pouco falo de quantidade e intensidade… luxo para todos, todos… mas eu nunca pensei que houvesse tanto, coração brilhando no peito do mundo…”
“quero comer, quero mamar, quero preguiça, quero querer, quero sonhar, felicidade. eh o amor , eh o calor , a cor da vida. eh o verão, meu coração, eh a cidade…”
palavras de caetano que cabem tao dentro de mim

assim estou


o mundo que me aguarde. estou assim. concentrada na minha propria vida.
e quero agradecer bem muito a voces que me visitam. tem me feito muito feliz essa vida de blogueira. eh bom demais!!!!!!

hoboken


hoboken eh uma cidade, mas eh do tamanho de um bairro pequeno, menos de 3 quilometros quadrados.
sabe quando a gente ta assim bem feliz? tudo acontecendo do jeito que a gente quer? pois eh assim que tem sido as ultimas semanas. fiz a viagem pra florida, trabalhei quase a semana toda (coisa rara), ganhei din din, e ontem achamos um apto bem legal em hoboken. agora so falta meu filho bruno conseguir o visto na proxima quinta-feira (torcam comigo, pleaaasseee), pra completar esse momento de tantas alegrias. obrigado senhor!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! 1o de agosto moraremos noutro apto, noutra cidade, noutro estado.
vou ter um quarto de verdade, mais outro quarto pequeno, 2 salas e uma cozinha legal, numa rua bem calma, perto de tudo. vamos economizar uma graninha bacana e ai vamos poder vir gastar em manhattan!.
to doida pra brincar de casinha nova, mas vou ter que esperar exatos 40 dias. e como eh deus eh pai, o bruno deve chegar dia 4. e esses dias passarao rapido porque vamos estar juntos, matando a saudade e curtindo a cidade.

cafe da manha.


adoro cafe da manha. e sabado sempre eh melhor ainda. frutas (morango, banana, maca e mamao) batidas com iogurte, omelete de cogumelos e queijo e fatias de pao com passas e canela. e cafe, logico. com chuva ou sem chuva, la vamos nos, animados, procurar apartamento em hoboken. oba.
bom sabado pra todos nos.

meu pai


meu paizao, lindao do meu coracao
faz uns dias que meu pai esta presente nos meus sonhos, eh tao bom te-lo comigo assim. e eu tenho pensado muito nele por causa disso.
meu pai sempre gostou muito de musica. quando jovem trabalhou como discotecario de uma radio em fortaleza. ainda era naquela epoca de cantores e atores ao vivo. e por todo o tempo que viveu, todos os anos ele fazia uma festa em setembro e chamava-a de festa dos radialistas. na verdade era uma festa pra encontrar as pessoas daquele tempo, daquela radio. ele adorava isso.
quando saiu da radio, mais tarde, abriu uma grande loja de discos. a maior da cidade na epoca. e la, metida naqueles LP’s eu passei minha infancia e adolescencia. e a grande paixao dele era o frank sinatra. acho que ele tinha (ainda tem na casa da minha mae) uma colecao enorme de cd’s (acho que mais de 300) e mais alguns LP’s e livros e filmes. era paixao grande mesmo. quando cheguei em hoboken, saindo da estacao, vi esta placa.

pois num eh que o sinatra nasceu por la? e eu fico aqui imaginando, se meu pai estivesse vivo , como ele estaria feliz, de me ver feliz com meu companheiro que em breve sera o marido (ele as vezes perguntava se eu nunca ia casar) e ainda por cima indo morar na cidade onde nasceu o seu idolo. vai ver ele ta vendo, ne?

saudades…


beira-mar, fortaleza
bateu. hoje eh feriado no brasil e me deu uma vontade de ir a praia, rever minhas paisagens. me deu uma saudade… e quando a saudade bate, minha boca deseja comer baiao de dois com queijo de coalho pacoca, cuscuz com leite de coco, carangueijo, tomar sorvete de sapoti e caja, beber agua de coco, chupar caju e siriguela.
meus olhos querem ver aquele marzao, com as velas das jangadas no mucuripe..
meu coracao quer abracar, beijar, pegar, falar, conversar, gargalhar, mangar, arengar com os migos e a familia.

legal demais

andando em tribeca, vi esta placa numa porta. mostrei ao paul e peguntei: o que significa isso? ele respondeu: nao faz sentido.

na volta, passamos em frente novamente e comecou a fazer sentido. eh uma galeria de arte e outras placas estavam expostas:

infelizmente nao pude saber o nome do artista engracadinho pra botar os creditos aqui.
nunca tentei parar de fumar. ainda nao fui acometida por este sensato desejo. talvez eu seja portadora de alguma debilidade mental, mas a verdade eh que esta acertada e inteligente decisao ainda nao me ocorreu. alguma hora futura isso acontecera. enquanto isso, adorei esta cronica do joao ubaldo. ele fala das tentativas de parar de fumar e de fazer caminhadas no calcadao. leia, eh bem legal. ele parou de fumar, mas continua relutante quanto as caminhadas. comigo eh o contrario, adoro fazer caminhadas matinais, me sinto cheia de energia e o dia eh bem melhor quando isso acontece. mas o clima este ano nao ta me ajudando, tenho caminhado um dia sim e quatro nao. mas a vida eh bela mesmo assim.
li outro artigo bem interessante hoje do elio gaspari sobre a situacao do rio de janeiro e as “desautoridades” em geral. vale a pena.

quem nao tem praia, caca com grama!

quem nao tem praia, caca com grama! domingo com sol e temperatura de verao. e os parques de nyc ficam assim:

enquanto uns tiram toda a roupa que podem, os “pobres” dos judeus sofrem no calor. olha so os menininhos jogando basebol de calca, camisa de manga comprida e colete. e as meninas de saias longas e blusas de manga comprida. eles sao acostumados a viverem assim, mas eh uma estranha imagem pros meus olhos . eu adoro calor, mas sou muito calorenta, nao conseguiria vestir uma roupa de manga no calor. adoro minhas camisetinhas sem manga e as blusinhas de algodao.
como disse outro dia, nos precisamos mudar de apto. queremos mais espaco e se possivel pagando menos, e ainda que seja perto do trabalho do paul em downtown. e tive a ideia de ir da uma olhada em Hoboken que eh uma cidadezinha do outro lado do rio, em new jersey. adorei.
nao parece cidade de interior. eh bem bonitinha, predios antigos, ruas arborizadas. e o melhor eh que fica a 10 minutos de downtown pelo ferry boat. e ate o final do ano eles vao reativar o trem (path) que chegava no world trade center.
deicidimos e estou animadissima. ja to fazendo a maior viagem na minha cabeca. agora eh ir a luta pra achar um apto legal e que seja proximo da estacao. com as economias que faremos no aluguel, lavagem de roupa, comida e imposto vamos ter din din pra vir gastar em nyc.
“eu nao sei se vem de deus, do ceu ficar azul…” mas sei que a vida pode ser boa e bela quando a gente nao insiste nas xurumelas.

hoboken vista de nyc

nyc vista de hoboken
desde quarta-feira que a rotina da “vadia” ta mudada. trabalhei ontem e hoje to saindo pra trabalhar o dia todo!!! entao nao tem dado tempo de fazer as visitas habituais. agradeco aqui a visitas recebidas e amanha a vida volta a rotina normal. boa terca pra nos todos!

relatando a viagem

essa coisa de depois eu conto nem sempre da certo. dias atras deixei uma pergunta “do i love nyc?” e ate hoje nao respondi. vao entrando outros assuntos, os dias vao passando, outros pensamentos vao tomando conta e essas promessas vao ficando de lado. quero falar da viagem pra florida mas to doidinha pra falar de hoboken, mas vai ficar pra amanha.
pois sim. chegamos ao aeroporto de ft. meyer antes do meio dia e fomos alugar um carro. eh interessante que voce pede um carro “simples” e a referencia que nos brasileiros temos de carro simples eh um gol, um paglio ou corsa. nao eh caso por aqui. o carro simples que nos deram era um mitsubishi todo equipado. e eu fico horrorizada com a diferenca de preco de aluguel de carros entre nyc e outras cidades. aqui, a diaria de um carro ‘simples” nao custa menos de $75. la alugamos por $25! eu heim.
pegamos um engarrafamento grande na estrada. achavamos que tinha acontecido algum acidente e quando comecamos a andar, passamos por muitos carros de policia mas nada que nos indicasse o que tinha acontecido por ali. conseguimos chegar na casa no final da tarde, depois do supermercado, e fomos quase que direto tomar um banho de piscina pra esfriar do calor. o clima por la eh muito parecido com o de fortaleza. eh quente, mas tem a brisa do mar que refresca.
eu nao me conformo com essa mania de nova iorquino (ou de todo americano?) com ar-condicionado. que coisa mais estupida. a gente passa 7 meses sentindo frio, com as janelas fechadas, e quando o clima ta bom, ou melhor, ta otimo, eles fecham as janelas e botam ar-condicionado, frio! ai que saco! bati o pe e disse: ei mulher-de-deus, vamo abrir as janelas e deixar o vento entrar! nao consegui convence-la a desligar, mas pelo menos deixou a temperatura em 22 graus.
essa amiga comprou essa casa em marco island uns meses atras e esta ajeitando algumas coisas por la. logico que ela nao me pagou uma viagem pelos meus lindos olhos castanhos. alem de querer companhia, ela queria organizar muita coisa na casa. entao a sexta-feira foi de muito trabalho o dia todo.
era um entra e sai de bombeiro, pintor, colocador de cortina, ajeitador de porta de geladeira, etc. da uma olhada nessas fotos abaixo e imagine esses homens trancando pelo meio da bagunca. mas no final da tarde fiquei com a sensacao de dever cumprido. tiramos 8 enormes sacos de lixo. o que sobrou foi devidamente guardado de forma logica e pratica! eu gosto muito de organizar, arrumar e botar as coisa em ordem.

claro que fiz essas fotos pensando em fazer outras quando tudo tivesse organizado, dentro dos closets, mas burramente esqueci da segunda etapa do registro.
a noite fomos jantar. o lugar era bem legal, de frente pro mar e tivemos um lindo por de sol na nossa frente, com direito a relampagos e trovoes estridentes.

sabado acordei bem cedo e fui fazer uma caminhada pela vizinhanca. eh impressionante a diversidade e a quantidade de passaros nessa ilha. eh muito legal, andar com essa musica e esse visual. os condominios sao todos muito bem cuidados, com jardins impecaveis. a grama bem aparada e flores tropicais colorindo a paisagem.

eu juro que essa coisinha que ta dentro do circulo eh um cardeal bem vermelhinho. foi o mais proximo que consegui chegar. eles andam em pares (nao sei dizer quem eh femea ou macho) e o outro nao eh completamente vermelho, eh amarronzado e so algumas penas avermelhadas.
vi um pelicano ao vivo e a cores pela primeira vez. eles sao enormes!!! e estava la, paradinho na agua a espera de um peixe e de repente levantou voo. tao bonito. e as garcas andam assim, bem simples, pela praia e pelo meio dos jardins.
curiosidades americanas. placas engracadas. regras e avisos.

imagina uma placa dessas no brasil avisando aos ladroes: “ei, num venha nao. viu, que tem gente vigiando de vez em quando”.
na entrada do caminho que leva a praia tem essa placa de “nao pode”: animais, lixo, bebida alcoolica, patins (como eh anda de patins na areia eu nao sei), carros, fogo, armas, garrafas. sera que pode se divertir heim?
eh realmente muito diferente das nossas praias. so uma coisa eh igual em fortaleza: a temperatura da agua eh bem morninha, uma delicia. e nao tem onda, entao parece uma piscina. da vontade de nao sair da agua, ate porque se quiser ficar muito tempo na praia com conforto a bagagem vai ser grande: tem que levar cadeira, sobrinha de sol, bebida, comida porque nao tem nada disso. so areia, sol e mar.
essa outra placa eh muito interessante. a cada 500m tem uma placa dessas com um numero. em caso de emergencia, voce liga 911 e o numero vai indicar o lugar exato onde voce esta. isso eh bem legal.
agora pra terminar esse intereminavel post fica mais duas fotos engracadas:
o sol ardendo forte e essas pessoas “vestidas pra casamento” andando pela areia. deviam estar desperados pra chegar no frio do ar-concondicionado do hotel. e esse moco tava assim, nessa simplicidade, lendo dentro da piscina. e pronto. ufa! agora vou desarrumar a mala e arrumar a casa que ta uma zona!