meu paul chegou em

meu paul chegou em casa ontem a noite, gritando debaixo da janela. quando olho, ta la ele, segurando esse buque de rosas, cor de rosa. eh por essas e outras coisinha miudas, tao grandes, que eu estou aqui, morando neste pais que nao parece muito comigo e longe dos meus afetos. flores pra voces que me visitam e que me acompanham.

hoje nao tem post! motivo:

hoje nao tem post! motivo: step-mae esta limpando, arrumando, fazendo compra no supermercado, e tudo mais pra chegada do step-filho. update: todos os voos partindo de chicago foram cancelados. este era nosso medo. agora eh esperar pra ver quando os voos serao normalizados.

Isabel, furacao que esta

Isabel, furacao que esta ameacando a costa leste americana esta semana como furacao nao eh um fenomeno previsivel, nunca se sabe ao certo a velocidade nem a regiao exata onde ele atacara. pode perder forca no meio caminho como tambem ganhar e mudar a direcao de repente. o jeito eh acompanhar as previsoes a cada hora. as pessoas que moram na regiao (na costa da carolina do norte, pensilvania, virginia) ja estao deixando suas casas e estocando comida e agua. as televisoes fazem um escaceu e eu fico aqui pensando ate que ponto isso eh bom ou ruim. a gente sempre ve inundacoes no brasil, com pessoas desabrigadas e ate mortes em consequencia das enchentes. e eu me pergunto se eles fizessem esses alertas alarmantes se isto nao seria evitado. mas o que eu acho engracado eh a historia dos nomes dos furacoes. ate 1979 todos os furacoes tinham nome de mulher (e sempre nomes curtos e faceis de pronunciar para facilitar na comunicacao), mas parece a mulherada se revoltou e conseguiu que nomes masculinos fossem listados alternadamente. aqui estao os nomes para os furacoes de 2003: Ana, Bill, Claudette, Danny, Erika, Fabian, Grace, Henri, Isabel, Juan, Kate, Larry, Mindy, Nicholas, Odette, Peter, Rose, Sam, Teresa, Victor, Wanda . o Isabel portanto eh o nono furacao deste ano. se quiser saber mais sobre isso, clique aqui. por aqui talvez a gente so tenha uma ventania forte. mas, o filho mais novo do paul esta vindo passar o fim de semana com a gente. o voo esta previsto para amanha no final da tarde e nos nao sabemos se o furacao ira provocar atrasos ou mesmo cancelamentos de voos. o jeito eh esperar pra ver e torcer pra que ele chegue sem problemas.

hoboken public library acabo

hoboken public library acabo de tirar esta foto pela janela. olha so o ceu como esta hoje, nenhuma nuvem, azulzinho, parece o ceu de fortaleza. mas nao foi pelo ceu que eu tirei a foto. este predio eh a biblioteca publica de hoboken, e fica bem na esquina de casa. eu, negligente que sou, fui la pela primeira vez no sabado passado. sai de la morta de feliz com: tres filmes em dvd pra assistir, um livro do paul auster pra reler em ingles, e com a informacao de que ontem seriam abertas inscricoes para um curso de ingles para estrangeiros. agora o melhor da estoria: tudo “de gratis”!!!! e tem mais. tem um sistema cooperativo com outras 71 bibliotecas na regiao. a gente pode ir no website, bergen county cooperative library sistem, pedir/reservar qualquer livro, video, dvd ou cd. se nao tiver aqui em hoboken, eles trazem pra gente. eh bom demais, ne nao?

visita interessante

sempre que viajo tenho a mania de catar alguma no chao e trazer pra casa: sementes, pedrinhas, conchas, etc. ai coloquei esssas coisas provisoriamente numa cestinha na jalena. pois hoje, estavamos tomando cafe da manha na saleta onde fica a tv e de repente ouvi um barulhinho. quando olho vejo este lindo e “sem-vergonha” esquilo na janela comendo umas sementes. eu adoro esquilos, acho a coisa mais lindinha do mundo e fiquei igual a menino pequeno. eram dois: um mais medroso, que quando eu me levantava pra tirar foto ele saia correndo. este outro se deixou fotografar varias vezes. eles comeram as sementes todas, e agora vou comprar uns amendoins com casca pra que eles ficam meus fregueses e veem me visitar outras vezes.

as palavras passaram a semana

as palavras passaram a semana embaralhadas no meu juizo. a letargia tomou de conta do meu corpo. ainda nao consegui decodificar as razoes. foi uma semana boiando. vou abrir esta 4a porta da esquerda pra direita na segunda fila, e vou caminhar na beira do hudson. voltando pra casa outro dia pelo comeco da minha rua, reparei nas portas dos edificios: todas elas tem algum detalhe em vidro. devia ser a moda da epoca, num sei. achei interessante

9/11 ano II

maior atentado terrorista da historia da humanidade: justificativa para o ataque: seria necessaria uma invasao ao japao e isso causaria um numero maior de mortes (sic) o mundo nunca mais foi o mesmo depois das bombas atomicas jogadas nestas cidades japonesas. penso que nem eles sabiam o tamanho do estrago que causariam a populacao destas cidades que ate hoje sofrem as consequencias nefastas dos efeitos quimicos. segundo maior atentado terrorista da historia da humanidade: justificativa: castigar os usa pela arrogancia e prepotencia com que trata o mundo. o mundo e os usa nunca mais serao os mesmos. penso que os terroristas nao sabiam que conseguiriam uma tragedia tao grande. dois anos depois, nyc ainda vive sob o medo de um novo atentado. barulho de trovao e apagao, apavoram. segundo pesquisa realizada pelo jornal new york times, apesar de manterem a rotina normal da vida, a grande maioria da populacao novaiorquina vive temendo outro ataque. dois anos depois os usa, comandado por estes insanos, tentam dissimular a constatacao da vulnerabilidade. invadiram iraq e estao comendo o pao que o diabo-bush amassou. minha esperanca eh que, com o tempo, eles possam refletir melhor sobre tudo isso. e depois da reflexao, mudar o jeito de “nao ver” o mundo. e ir votar nas proximas eleicoes. tirar do poder este homem que se acha ser o presidente do planeta. abstraindo os odios – dos radicais mulcumanos e de quem mais nutra este sentimento – e as ambicoes (americana), me doi aqui dentro quando vejo e revejo as imagens desta tragedia. nenhum inocente merece morrer! nem em nagasaki, nem em hiroshima, nem em nyc, nem em israel, nem na palestina, nem no iraq, nem no raio que o parta. mas inocentes morrem a cada segundo, seja de bala perdida, bala dirigida ou de fome. e eu so que queria que um dia, os que matam, agonizassem, moribundos, e os mandam matar, morressem de vergonha. um canal de televisao publica, www.pbs.org, apresentou varios documentarios sobre o world trade center. tudo que se possa imaginar sobre as torres foi mostrado: toda a historia da concepcao, projeto e construcao , todas as analises de engenharia sobre o colapso, entrevistas e mais entrevistas com sobreviventes, versoes e mais versoes de testemunhas, etc. ontem eles mostraram a historia do frances philippe petit que atravessou as duas torres em um cabo de aco, em 1972, sem nenhuma autorizacao para fazer esta proeza. e hoje pela manha um amigo me mandou um artigo do joao moreira sales, publicado hoje no nominino. super interessante.