smiles ou tears?

54.000 milhas na varig. oba. vou poder ir ao brasil duas vezes este ano. acho que vou fazer uma surpresa pro meu filho no dia do aniversario dele, em maio, chego la sem avisar e fico uns 15 dias matando a saudade.
que nada, tem outras tantas milhas na united, melhor eh que ele possa fazer uma viagem e dai podia ser por aqui por perto.
pois eh. por aqui por perto podia ser canada, mexico, caribe. passa um tempo e penso: e se a gente se encontrasse em amsterdam, onde uma sobrinha mora? nao pagariamos hotel e podiamos nos divertir mais. yes. eh isso. vamos pra amsterdam. dai com as outras milhas pingadas que ainda sobram, o paul podia ir me encontrar em algum lugar na europa e a gente comemoraia nosso primeiro ano de casamento por la. yes. entao vou marcar as passagens.
alo? eh do setor de smiles da varig? sim senhora. queria fazer uma reserva pro dia 30 de junho no trecho fortaleza-amsterdam. aguarde um pouco senhora. …… senhora? as milhas que a senhora tem nao dao direito a viajar pra europa. huh? como nao? sempre soube que 50.000 podia fazer uma viagem internacional de longa distancia. nao senhora, para a europa eh preciso 70.000. silencio. ligo novamente: e voce tem lugar pra toronto na mesma epoca? aguarde um instante. so temos disponibilidade no dia 28 de julho. sei. e pra cancun? so consigo confirmar no dia 26 de julho ate cidade do mexico. ta e pro “raio que o parta” tem lugar???
cai o pano e o smile. em cena entra uma frustracao e o retorno bobo da velha revolta dele, meu filho, nao poder vir pra ca. sai revolta. e nao volte.
e agora que voce tem a residencia provisoria nao facilita pra ele vir? nao tenho resposta, so palpite: se ele for novamente ao consulado pedir visto, e disser que a mae mora aqui ai eh que eles vao “ter a certeza enganada” de que ele quer vir pra ficar. e se negarem pela terceira vez, ainda teria alguma chance futura?
entao ta. vou tomar banho, quem sabe esse amaranhando de pensamentos nao escorre pelo ralo e uma luz aparece…
arvorebrotando3re.jpg
pelo menos a primavera ta aparecendo. olha so as arvores brotando…
que brote em mim esperancas e ideias mil.

32 comentários em “smiles ou tears?”

  1. Ai, Lilia, isso tem que ter solução! Eles sabem que vc não pode pedir por ele (os doc’s), até que seja cidadã… Será que não vale arriscar? Vc num conhece ninguem que tenha passado por isso não?! Meu Deus! Que cousa isso! A minha mãe, qdo pediu o visto, disse que eu era residente aqui e eles tinham esse registro no computador! Viram as datas e tudo! Num sei… Alguem tem que te dar uma luz!
    Besosss e boa semana!

  2. Querida, fico angustiada, queria poder te ajudar. Que triste isso, Lilia. Tudo tão bem, e esses idiotas ficam se amarrando. Será que não da para eles investigarem e ai sim, liberar ou não?
    Uix.
    Beijos bem grande, minha amiga tão baixinha e tã linda!
    EU AMEI a tua foto, mas como tu é pequena e magrinha e linda. Puxa, eu te imaginava grandona, nem sei porque, mas não era assim, pequeninha, parecendo uma menininha. LINDA!!!
    Beijos e fiquem com Deus, querida.

  3. Ai Lilia, revoltei!!! Nao me diga um negocio desse, jah tinha falado para o Kiko dos seus planos e tinhamos ficado super felizes por vcs… mas que surpresa desagradavel!!!
    Juro que quando essas coisas acontecem, eu tenho vontade de voar no pescoco dessas empresas… poxa vida, a gente da preferencia a eles na hora de escolher uma companhia e na quando quermos nossos “beneficios” nada pode e tudo eh complicado!!! Tem doh!
    Bom, boa sorte!!!
    Beijos enormes para vc e para o Paul.

  4. Lilia querida, como as amigas ja disseram para tudo existe uma soluçao. O primeiro passo foi dado, que é você ter o seu documento para entrar e sair. Quanto ao Bruno deve ter um jeito, vocês ja tentaram falar com um advogado ? Sei la se vocês tem um advogado amigo, ou amigo de um amigo que pudesse dar uns conselhos. Tanta gente de todo tipo consegue visto, porque que o seu filho, um menino da idade dele nao conseguiria ?
    E você nao deve deixar de lado a possibilidade de vocês se encontrarem no Canada nao, julho nao é tao longe assim Lilia, o tempo passa voando, ainda mais agora com a primavera. E tem mais, se nao da Toronto, tenta Montreal, tem que dar certo com alguma dessas opçoes. Beijos e nao se deixe abater, continue lutando que vale a pena.

  5. Querida, estava vendo o post do caramgueijo, ai que fofo.
    E como o0 teu Paul é amado, fez a mesa tão linda e fotografou. Tão carinhoso isso, BEIJOS, PAUL!!!
    Muito amadaos, vocês são, mil beijos.

  6. Amiga, reze pro seu anjo da guarda. Você é uma pessoa forte e iluminada, quando menos esperar vai pintar uma luz. Amei os posts abaixo, as flores, o jantar, o carinho do Paul e o Green Card! Beijos.

  7. vaila tia, tu nao vem mais nao ee?!
    ooooooooooooooo!
    mas nao se pode ter tudo nao ee? va para qualquer lugar, pois a felicidade nao escolhe os destinos so os beneficiados: vc, o bruninho e o paul (so eu que fiquei de fora…)

  8. Lilia, se é isso que você realmente quer, não desista! Eu sei o q é ter um visto negado. Mas, encha o saco deles, no consulado. Seu filho não faz faculdade, não tem um emprego, essas coisas ajudam muito, pois são formas de ele provar que tem compromissos no Brasil e precisa retornar. Fale pro seu filho procurar um agente de viagens que tenha prática com essas transações de vistos, quem sabe ele não possa ajudar? Não desanime, você conseguiu a residência legal, que já é um grande passo… Se conseguiu esse, consegue o outro… Se Deus quiser!
    Bjs
    F U I . . .

  9. Lilia continue tentando. Seu filho vai conseguir o visto! Eles estão mais maleaveis com os Brasileiros. O tempo mostrou que aqui ninguém quer ou faz nada contra eles.
    Beijão ânimo.
    Stella

  10. Lilica, como já falamos ontem…um jeito vai ter…só há que se pensar…e pode contar comigo e com professor Prdal, pois uma idéia brilhante vêm por ai…Beijossssss!

  11. Lilia, tenho certeza que uma solucão deve existir. Calcula diretinho quando você e o Brunão terão possibilidades de viajar e depois como o Leonardo falou fazer um pedido na universidade atestando que ele estuda, peça a algum amigo um comprovante que ele trabalha. No mais Boa Viagem!

  12. Oi, Lilia,
    Parece coisa de filme de terror!!!Ou Kafka!
    Nas asas da Varig, nas asas das coisas brasileiras, tudo fica mais dificil; tudo que deveria ser fácil, se complica.
    Mas, vamos torcer pra tudo dar certo e o filhão poder viajar.
    Bjks
    Fernando Cals

  13. Querida, troquei o e-mail, obrigada por avisar, 😉
    Queria te pedir um favou, tira uma foto da tua pia, fogão, é que acheri tão lindo, tão diferente do meu… 🙂
    Mas se não der, juro que não tem problema, é curiosidade apenas, tá?
    Beijos, fica com Deus, querida.

  14. Que chato isso Lilia, é sempre assim. Essas milhas são sempre complicadas pra usar mesmo, eles dificultam até não poder mais! Vc e seu filho têm planos dele se mudar pra aí?
    Bjs

  15. Acho isso um absurdo!
    Era só o que faltava – um filho não poder visitar a mãe!
    Eles poderiam dar um visto por um tempo determinado (sei lá, 30 dias) e pronto….
    Humpth!!!
    beijooooooo

Os comentários estão fechados.