certificado de vadia ameaçado

certificado.jpg
é meus amigos, parece que perdi o título de vadia, pelo menos nas segundas-feiras.
sei não viu, mas isso não tá certo: a pessoa sair de casa as 8 da manhã pro curso de inglês, de lá pegar o trem direto pra nyc e ir trabalhar e chegar em casa quase 7 da noite. tsc tsc tsc. tenho que tomar uma providência rápida pra solucionar este problema.
a tal da cliente (pra não dizer patroa) bem que podia me aceitar às terças né? mas não, a criatura é rígida, inflexível e não teve jeito de mudar. ela não entende que uma pessoa-vadia não pode assim de repente passar um dia todim ocupada. ignorância pura. ela vai acabar perdendo essa organizer (pra não dizer diarista) maravilhosa, por não ter sensibilidade pra entender a vida de uma vadia. mas vamos deixar o tempo resolver esta questão.
o curso de inglês (hihihi)
saladeaula.jpg
segundo dia de aula (faltei o primeiro porque tava flanado em chicago):
“what is your name?”, ai o professor dizia: quero respostas longas… ou seja: “my name is…”
o professor: imaginem ai um cabra que deve ter feito vários cursos de motivação. ele bota a gente pra se levantar e diz que a aula dele é cheia de energia (sic!). e pergunta: “nao tomaram café não? big mac, burger king, pizza?” meu estomago fica revirando só de imaginar ter comido isso de manhã. tem horas que eu nao me contenho e caio na risada. se o curso não é dos melhores, pelo menos tou me divertindo e convivendo com outras pessoas.
as pessoas: a classe parece mais uma sala das nações unidas: tem chinesa, koreano, egípcio, columbiano, polenesa, mexicana, e até brasileira (eu mesminha), e os níveis os mais variados possíveis.
quando terminou a aula fui perguntar ao professor quantos níveis tinham e qual era este em que eu estava. disse-me ele que são tres níveis e este é o segundo (!). fiquei imaginando o primeiro.
não sei como eles fazem a avaliação do teste, só sei que posso até desaprender alguma coisa :-))
peguei meu ônibus de volta pra casa e fui conversando baixinho comigo: mulher, tenha paciência, tá certo que o vocabulário é básico demais, mas voce tem problema com pronúncia, então fica ali mesmo que voce vai aprender anyway. mas vamos combinar aqui que só muita fé me fará conseguir ler shakespeare em original hahaha.
update: recebi algumas queixas de que o sistema de comentários não está aceitando alguns endereços de e-mails terminados com “mail.com”. não sei se isso tem a ver com a instalação do black-list pra evitar os inúmeros spams que eu andava (e ando) recebendo. desculpem o transtorno, estou tentando solucionar. solução “a la lilia” por enquanto: voce bota esse endereço de e-mail ficitício tipo bol.com.br; globo.com e ele aceita :-))

19 comentários em “certificado de vadia ameaçado”

  1. Oi Lilia,
    To rindo até agora :0)… essa vida vai acabar com vc mesmo… nem te reconhcerei mais como aquela minha amiga vadia de NY :0).
    Mas quanto ao curso de “ingreis pro ceis”, aproveite e não liga se a classe é mais fraca que seus conhecimentos… eu quis dar uma de super fluente e acabei indo para a classe dos avançados e dancei… pois hoje me falta gramática básica, entende???
    Divirta-se!!! E bem vinda (again) ao mundo dos pobres mortais trabalhadores do mundo :0).
    Beijos

  2. Lilia,
    Cheguei aqui recomendada pela Helo-Banana e queria dizer que gosto muito do seu blog. Ja faz tempo (quando tinha foto do passarinho na janela) mas so hoje me animei a comentar. Boa Sorte com o seu curso de ingles.
    Um grande beijo,

  3. Putz, será que não tem um nível abaixo do primeiro? Seria o meu, assim como uma luva!
    Segundas são péssimas pra organizar qualquer coisa, especialmente a casa alheia, te entendo perfeitamente, ehehe
    beijo grande, Lilia

  4. No final ocê vai explicar pro pai da Literatura Inglesa, onde é que voce foi amarrar sua egua.
    Vai com calma, sempre ha algo para aprender e voce so esta começando, eta muie arretada de impaciente, ou se ta querendo ficar na vadiagem?
    beijossssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

  5. Lilia, eu morri de rir do começo ao fim do seu post de hoje.
    Já imaginei a organizer chegando na segunda feira à tarde na casa da cliente, depois de “conversar” bastante com os coleguinhas de classe, abrir o primeiro armário e entulhar tudo quanto for bagunça e sair correndo para tomar uma “breja” só para não enlouquecer….HAHAHAHAHA.
    Lilia, agora sem sacanagem, todo começo de aula é um porre, mas melhora. Olha que eu falo isso por experiência própria.
    Por mais que vc ache que vai morrer ou matar….todos sobrevivem. 🙂
    Beijocas

  6. Ai querida,
    Bem que avisei: The book is on the table é fogo!
    Mas logo logo vc vai estar overwhelmed with joy!
    Beijosssssssssss muitosssssssssssssss.

  7. Tá, como cê mandô, coloquei o e-mail fictício.
    Miguinha, não adianta, viu?! Eu com o tal do inglês, sem chances. Até pq toda vez q viajo levo minha intérprete (a Mô, messs).
    Esse gráu aí q cê tá fazendo, cheguei a fazer bodas de prata com ele.
    E essa patroa, fala sério. Mulher mais insensível, sô!

  8. Oi Lilia…ri bastante do seu post…afinal de contas é “muita coisa” a se fazer de uma vez só :))). Vixe! E essa sua cliente é mui “bonequeira” né? não quer nem mudar o diazinho da “visita”?…hum…hum…Parece q a gente encontra “bonequeiro” fora do Ceará tb…eu hein?
    Abra§os :c)

  9. Lilia, pelo nivel do seu maravilhoso blog, jah vi tudo: pula de turma, mulher! E cuidado pra nao pegar o sotaque dos outros, isso sim! Agora, estrangeira, a gente eh ateh o fim de nossas vidas…

  10. O pessoal que comenta aqui é porreta, combina com a dona do bloguito… Eu me acabo de rir no post e depois aqui……….
    Que patroa mais miserenta, hein? Credo, quanta insensibilidade, ela não ve que tu pode ficar traumatizada? :)))))))))
    Te amo, beijos.

Os comentários estão fechados.