novas experiências

liliaunhavermelha1.jpg
depois que eu senti o gosto bom de mudar de idéia, só quero saber de tentar coisas diferentes. pintar as unhas dos pés era a coisa mais impossível de acontecer, mas como a física quântica diz que as possiblidades são infinitas, fui cedendo ao possível lentamente. [tá certo que resolvi fazer isso no país errado, porque as manicures asiáticas, decidamente, não sabem fazer unhas bem feitas. além de não tirar as cutículas direito, pintam mal e porcamente].
em nyc pintei pela primeira vez, mas fui muito infeliz na escolha da cor: olhava para os meus próprios pés e parecia que não eram meus. dois dias depois comprei um vidro de acetona pra acabar com aquela agonia.
depois, muito depois, de vez em quando fazia as unhas mais pelo mimo das massagens (a gente senta numa cadeira de massagem e bota os pés numa mini-jacuzzi. e antes de pintar as unhas, elas dão uma massagem até legal nos pés e nas pernas). depois passei a pintar daquela cor bem clariiiiiiiiiiinha que a gente não sabe se é só base ou se tem um rosa lá longe. e assim semana passada eu criei coragem e taquei o vermelho… … … … … acho que não vai ter de novo naum :-))) fica então o registro para a posteridade!!

11 comentários em “novas experiências”

  1. Ai, Lilia, só você mesmo pra encantar a gente com uma imagem tão aquarianamente improvável!
    Venho aqui sempre que posso, pena que posso pouco. Mas continuo com você e sua história fazendo parte do meu baticum interior. Um beijo e keep walking!

  2. Ai, Lilia, só você mesmo pra encantar a gente com uma imagem tão aquarianamente improvável!
    Venho aqui sempre que posso, pena que posso pouco. Mas continuo com você e sua história fazendo parte do meu baticum interior. Um beijo e keep walking!

  3. Uma vez qdo tinha uns 23 anos (faz teeeemmmpoooo)pintei as unhas das mãos de vermelho e fui pro trabalho. Era telefonista,usava bastante as mãos..passei muito mal naquelas seis horas de trabalho. Cada vez que olhava pras mãos ficava enjoada…inquanto não tirei aquele esmalte não sosseguei..ao sair do trabalho, passei por uma drogaria comprei uma acetona e mãos a obra…!!! Hoje em dia, de vez inquanto, me assanho e pinto de vermelho..mas não fico uma semana…acho muito bonito..mas não consigo..acho que isto é carma…kkkk

  4. Li sabe que eu acho legal, mas se eu pinto acho o cao chupando manga. Ainda mais vernelho que só de olhar já sai o esmalte e fica com cara de velho logo… mas americanas adoram cores fortes nos pés né? Temos que entrar na delas hahaha
    As koreanas na manicure sao péssimas MESMO!

  5. KKKKKKKKKKK……..Oh! Lilia
    Muito engracada a foto realmente nao parece que sao seus pes…E a unha vermelha?Oh! Experiencia engracada mais uma pra colocar na minha memoria mais uma tua.
    I love you.
    Beijao

  6. Vim pra ver o post da viagem e acabei aqui, nas unhas vermelhas, morrendo de rir! rs Menina, eu sou a mulher da “Renda”, segundo uma amiga, pois quando vou à manicure (evento meio raro) pego aquela caixa enorme de esmaltes, mexo em tudo e acabo escolhendo sempre o mesmo: Renda. É aquela cor de nada…rs Muito de vez em quando arrisco algo mais forte… já experimentei vinho, marrom e uns tons acobreados, mas só nas mãos. Não acho que unha do pé seja pra fazer escândalo.
    Mas olha que tem umas brasileiras fazendo sucesso nos EUA por conta dos seus talentos na área de beleza: cabelereira, manicure, depiladora, maquiadora. Dá uma procurada aí, quem sabe tem alguma dessas na sua cidade? Daí ela faz uma pintura artística nas suas unhas, tipo bandeira do Brasil, Carmem Miranda… hahaha
    beijão!

  7. Que barato!!!
    Sabe, no Brasil, eu NUNCA pintaria minhas unhas de vermelho, nunquinha mesmo… no máximo uma misturinha bem clarinha, ou só base mesmo.
    Com o tempo, aqui, querida, mudei! Pinto de vermelho mesmo! Agora, o estranho para mim, é não ter as unhas pintadas….
    A gente muda mesmo.
    Possibilidades infinitas… arriscar o novo é legal!
    Beijos

Os comentários estão encerrados.